Pacheco Pereira

pacheco_pereira_fotolusa16617c52

Pacheco Pereira, o melhor professor que tive na universidade, insulta no Público a gente nós, que fazemos as redes sociais. Somos trogloditas, diz o ex-bloguista, falsários, eco de boatos – “arma da reacção”, deles (se) disse. Antes, no programa televisivo de formação política em que há anos trabalha, com o jogador de xadrez Jorge Coelho e com o vice de José Sócrates, agora PM, postulou que “a direita convive bem com corrupção, sempre conviveu“. A minha queridíssima irmã, já sexagenária, insiste para que não escreva eu palavrões no FB. A minha amadíssima filha, já adolescente, insiste para que não escreva eu palavrões no FB. Cumpro-lhes as vontades e resumo, troglodita das redes sociais que sou: Pacheco Pereira é de direita.

Anúncios

A inveja nas redes sociais?

reforma-protestante

(Martin Luther afixando um postal no “site” da capela de Wittenberg, 31.10.1517, sem indicação de hora)

(Postal no Delito de Opinião)

Olho o pensamento da semana no DO, colocado pelo João André: “Um mundo completamente ligado electronicamente permite-nos partilhar a nossa vida. Mostramos viagens, sorrisos, festas, roupas, carros, concertos, sucessos profissionais. Fazemos likes aos outros na esperança que façam o mesmo a nós e invejamos. Invejamos o sucesso, o dinheiro, os parceiros, os amigos, a disponibilidade, os corpos, os brinquedos, a família. Invejamos a vida“.

Ler mais